• Anelise Dalberto

Qual a receita de sucesso do projeto urbanístico de Cianorte (PARTE I)?

Texto baseado na dissertação de mestrado O DESENHO DA CIDADE E A IDENTIDADE URBANA: O caso da expansão de Cianorte – PR

Autora: Anelise Guadagnin Dalberto

Orientador Prof. Dr. Renato Leão Rego


Faremos aqui uma breve análise do plano original de Cianorte à luz da obra[1] de Raymond Unwin[2], a qual recomendava a observação de alguns pontos para a criação de uma boa forma urbana. Veremos quais características peculiares foram empregadas no plano de Cianorte em dois artigos. Neste primeiro abordaremos a adaptação ao terreno e o emprego dos traçados retos e curvos, já no segundo texto veremos o sistema viário, os bairros e o tratamento paisagístico.

Macedo Vieira nunca visitou a região onde se encontra Cianorte e mesmo assim, seu projeto demonstra total compreensão do terreno. O levantamento topográfico fornecido pela companhia colonizadora proporcionou ao urbanista a base para o desenvolvimento do plano de urbanístico.

De acordo com Unwin (1984) seria “(...) desejável eleger o cume de algum terreno elevado, mas nunca com alturas excessivas (...) Um terreno elevado em um centro de um vale resulta uma posição bem visível de todo o entorno”. Foi isso que aconteceu em Cianorte, entre os vales do Coruja, do Mandhui e do Ribeirão São Tomé (Figura 01) encontra-se uma área elevada, a qual foi escolhida por Macedo Vieira para ser o centro da nova cidade que surgia na década de 1950.

A Figura 2 demonstra como as linhas do terreno foram incorporadas pelo traçado e como as curvas de nível serviram de base para a forma urbana. Esta profunda ligação entre o sítio e o traçado é a grande responsável pela identidade da cidade, sendo possível reconhecer no desenho urbano o desenho do sítio. Unwin defendia a necessidade de “encontrar a expressão artística(...) e não impor uma ideia pré-concebida” ao local. Macedo Vieira executa a tarefa com maestria como podemos observara na Figura 2.



Na arte de criar seu projeto utilizando-se das curvas de nível, o urbanista usa as linhas retas para criar perspectivas de eixos importantes e facilitar o desenvolvimento do trânsito, já as linhas curvas acompanham o terreno criando áreas mais pitorescas com alto grau de identidade. Esta alternância entre traçados demonstra grande respeito ao sítio já que não são necessários deslocamentos de grandes volumes de terra e ainda contribui para a preservação de áreas de interesse ambiental.

Observando a topografia, Macedo Vieira traçou as vias principais, em sua maioria, com linhas retas e as ruas secundárias com linhas curvas tendo como resultado uma malha bem resolvida e harmoniosa, com pontos de atração no traçado reto e constante alternância de visuais no traçado curvo, uma composição interessante e em sintonia com o sítio, longe da monotonia da malha xadrez. Unwin, após intensos estudos sobre estes dois traçados, chegou à conclusão que o emprego dos dois tipos de linhas tinha suas vantagens, e que seria ideal que o planejador tivesse a sensibilidade de saber empregá-las. O resultado da união entre os dois traçados como já dito, criou uma forma harmoniosa que muito remete à “bela totalidade” pregada pelo urbanismo culturalista.

No traçado de Cianorte as vias retas não apresentam grandes trechos sem interrupção, o que segundo Unwin poderia ser monótono, mas Macedo Vieira insere nós (rotatórias) que interceptam a perspectiva infinita e ainda trabalha com a diferença de largura da via, como no caso da Avenida Brasil, favorecendo a importância da mesma (Figura 3).

O lugar escolhido como ponto central do projeto fica em um alto topográfico, que toca a ferrovia com o centro de um tridente formado por três importantes vias. Tangente ao ponto central do tridente que delimita o centro principal está a ferroviária, daí parte o eixo da Avenida Brasil (Figura 3), principal via da cidade, uma via ampla em traçado reto. O tridente propicia ao pedestre uma visão panorâmica do centro da cidade, e coloca à sua frente a maior de todas as perspectivas da cidade. Isto se dá pelo traçado reto da Avenida Brasil, que confere monumentalidade à perspectiva do eixo principal da cidade onde se localizam os principais edifícios públicos, conforme a Figura 3. Esta escolha condiz com a afirmação de Unwin de que é aconselhável que o centro seja prefixado e constitua o elemento principal do plano, ele ainda deve ter relação com a entrada principal da cidade e com as linhas de tráfego, os edifícios devem estar bem situados, e devem ser percebidos desde longe e o local deve estar em um alto topográfico com poucas ondulações no terreno. As soluções de Cianorte também remetem às soluções dadas por Unwin à cidade inglesa de Letchworth, conforme mostra a Figura 3.


O lugar escolhido como ponto central do projeto fica em um alto topográfico, que toca a ferrovia com o centro de um tridente formado por três importantes vias. Tangente ao ponto central do tridente que delimita o centro principal está a ferroviária, daí parte o eixo da Avenida Brasil (Figura 3), principal via da cidade, uma via ampla em traçado reto. O tridente propicia ao pedestre uma visão panorâmica do centro da cidade, e coloca à sua frente a maior de todas as perspectivas da cidade. Isto se dá pelo traçado reto da Avenida Brasil, que confere monumentalidade à perspectiva do eixo principal da cidade onde se localizam os principais edifícios públicos, conforme a Figura 3. Esta escolha condiz com a afirmação de Unwin de que é aconselhável que o centro seja prefixado e constitua o elemento principal do plano, ele ainda deve ter relação com a entrada principal da cidade e com as linhas de tráfego, os edifícios devem estar bem situados, e devem ser percebidos desde longe e o local deve estar em um alto topográfico com poucas ondulações no terreno. As soluções de Cianorte também remetem às soluções dadas por Unwin à cidade inglesa de Letchworth, conforme mostra a Figura 3.


Portanto, o sucesso do projeto de Cianorte foi justamente não seguir uma "receita urbanística" que a tornasse "mais uma" entre tantas. A originalidade do desenho de Cianorte é sua grande receita de sucesso! Na segunda parte deste artigo continuaremos falando sobre os conceitos abordados por Macedo Vieira no projeto urbano de Cianorte. Até lá!


Por Anelise Guadagnin Dalberto

Professora da UEM Cianorte

Arquiteta e Urbanista

[1] Tratado sobre a boa forma de Unwin de 1909: Town planning in Practice, An Introduction to the art of Designing Cities and Suburbs - A Prática do Urbanismo, uma introdução à arte de projetar cidades e bairros. [2] Unwin – urbanista inglês responsável pela formalização do modelo de cidade jardim inglesa.






67 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Receba nossas atualizações

Bisbi Notícias: Rua Constituição 318, Zona 1 - Cianorte PR - (44) 99721 1092

© 2020 por bisbinoticias.com.br - Todos os direitos reservados

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco