O Sistema atual em que vivemos

* Por Patrícia Aleotti - Articulista




Filósofa por natureza, analista política por afinidade, graduada em Farmacêutica e Bioquímica (UNOESTE), pós-graduada em Análises Clinicas (UEL) e Magistral (UNOESTE), discente em Administração pública (UEM), Mãe de 3 meninas, evangélica, membro do grupo Fraternidade Feminina. Nasci em agosto na maternidade São Paulo da nossa linda Cianorte filha de Avelino Aleotti e Geni Carraschi Aleotti, uns dos pioneiros da cidade de Japurá. Residi em Japurá até 2010 e atualmente resido na zona 2 de Cianorte.

Era mais uma mulher que se dedicou aos estudos, coisa que faço até hoje, com um canudo nas mãos acreditando que encontraria um cenário propício para desenvolver o trabalho aprendido nas salas de aulas. E a cada ano que passava eu levava uma rasteira do sistema! você planeja algo se dedica e é surpreendida por forças que jogam seus planos no chão.

É estou falando das inúmeras traves e obstáculos que o sistema piseudo democrático, que temos que cria a todo cidadão brasileiro.

Aí eu comecei a olhar pra ele “O Sistema” e analisa-lo, estuda-lo! A indignação surgiu forte e a indignação me impulsiona na luta contra tantas coisas. Que mais atrapalham do que te ajudam.

Esse sistema que:

  • tira de nós de 35 á 42% de tudo que recebemos com nosso trabalho e compramos, que nos entrega serviços ruins ou insuficientes.

  • o sistema que aleija a economia do país, sendo ela a maior responsável pela distribuição de renda a população, através do emprego. que aumenta a separação das classes sociais, segrega ódio invés de união. que gasta muito e gasta mal, quando não é desviado na forma de corrupção, sistema que permitiu o maior esquema de corrupção que o mundo já viu na história da humanidade.

  • onde a transparência é falha.

  • onde cargos chaves que deveriam equilibrar o sistema democrático, são ocupados por pessoas indicadas por presidente e governadores. onde os privilégios de poucos fornecido pelo Estado Brasileiro custeado através do sacrifício de muitos.


Passei a entender as coisas que precisam mudar para que nós como nação possamos evoluir, crescer, desenvolver e fortalecer nossa gente, nossas famílias. Mais transparência nas ações das estatais, trazendo o accountability acessível e compreensível a todo cidadão. Menos governo, para resultar em condição da nação prosperar, uma maquina pública que gasta menos de forma eficiente e com menor número de estatais gera menor tributação sobre o povo. Privatização de empresas públicas, autarquia entre outras estatais que geram despesa aos cofres públicos, aumentando a retirada de grana do nosso bolso. Fim da indicação politica para cargos importantes como ocorre no STF (Supremo Tribunal Federal), TCU (Tribunal de contas da União), Procuradorias, TCE (Tribunal de Contas do Estado). Tribunais de Justiças na 3º instancia. Pois isso só favorece os conchavos e troca de favores. Bom isso é um pouquinho do que penso e luto todos os dias, através da informação. Sou uma mãe, cidadã indignada!!!

Que não se cala e mesmo sendo um grãozinho de areia pequenino e frágil perante tantas forças, não desanima em lutar para construir um país, onde num futuro próximo poderemos ter um seja mais favorável aos nossos descendentes.

Depende de nós, pessoas comuns com objetivos e caráter a construção desse futuro.

64 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba nossas atualizações

Bisbi Notícias: Rua Constituição 318, Zona 1 - Cianorte PR - (44) 99721 1092

© 2020 por bisbinoticias.com.br - Todos os direitos reservados

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco