Maus-tratos a animais é indício de psicopatia

Atualizado: 8 de Dez de 2020

Por Aida Franco de Lima - Dr.ª em Comunicação e Semiótica, jornalista, professora e escritora.



Gostar de animais ou não, é opinião pessoal. Porém, respeitá-los deveria ser no mínimo um dever moral. Há quem ame cachorro e odeia gatos. Há quem não goste de nenhum, domésticos ou silvestres. E há quem (diz) amar a todos. Porém, o mais grave é quando além de não gostar, o sentimento se transforma em crueldade.


Há alguns anos, em um estado americano, a polícia envolveu uma série de profissionais para identificar a pessoa responsável por costurar ou amarrar o bico de um pelicano. Mas a busca não era necessariamente para punir quem cometeu tamanha crueldade. A polícia estava atrás dos vestígios de um psicopata.


Estudos do FBI indicam que os matadores em série, ou serial killers, na infância, presenciaram ou cometeram maus-tratos a animais e, antes de cometerem crimes contra humanos o fizeram à animais. Os animais são as vítimas mais frágeis, alvos fáceis.


Quando um animal sofre violência, o sinal de alerta foi disparado. Mas é importante que as pessoas saibam e tenham a quem denunciar crueldades. E que as autoridades competentes ajam. É o vizinho que deixa o cachorro na chuva, o outro que prende animal silvestre em gaiola, um outro que abandona filhotes, outro que comercializa ilegalmente, aquele que espanca toda vez que está mal humorado. E a quem denunciar? A quem recorrer? Como prevenir.


Seria importante a junção das mais variadas representações da comunidade para que esse importante passo fosse dado. Além de não saber ou não ter a quem recorrer, o cidadão não quer se expor. Ele precisa de um canal, que tenha a proteção do anonimato e a certeza que sua denúncia será investigada.


Em meio a uma sociedade tão violeta na qual estamos inseridos, prevenir a violência contra animais é um importante passo a ser dado. Entre as rotas importantes, está a Educação Ambiental, a fim de incentivar o indivíduo a compreender que um animal não é objeto. A esterilização em massa de animais domesticados, pois quanto maior a população, maior o abandono e possibilidades de maus-tratos; e a aplicação da Lei.


Ah, mas não tem justiça nem para humanos e você está falando de animais? Se pensa assim, volte para o terceiro parágrafo.

128 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba nossas atualizações

Bisbi Notícias: Rua Constituição 318, Zona 1 - Cianorte PR - (44) 99721 1092

© 2020 por bisbinoticias.com.br - Todos os direitos reservados

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco