BN_LOGO-removebg-preview(1).png
200.gif
amazongiftcard.jpg

HERANÇA DO NEGACIONISMO A PANDEMIA

Atualizado: Fev 19



É notório o comportamento de muitos frente a grave crise de saúde que vivemos. Certas regiões do mundo o negacionismo ou descaso das autoridades levaram a uma infecção mais aguda, ou seja, mais potentes rápidas contaminações em grande numero de pessoas, tornando um verdadeiro playground para o vírus sas-cov-2, promovendo mais aceleradamente a especialização do vírus em contaminar seres humanos com maior eficiência.


Eis o resultado do comportamento delinqüente de um grupo específico, o qual toda humanidade terá que sofrer as conseqüências. Estou me referindo as

3 mutações independentes de regiões, conhecida até hoje do vírus.


🌎 A 1º detectada (devido eficiência e tecnologia investida no país), foi a mutação identificada como B.1.1.7 ocorrida no Reino Unido. Resultada na 8º mutação do vírus, tornando uma cepa com maior potencial de infectar as células, ou seja, se o curso da doença já era rápido para os que manifestavam os sintomas graves da doença, agora essa capacidade do vírus foi rapidamente potencializada, podendo levar muitos mais pacientes para o tubo de oxigênio.


🌎 A 2º mutação detectada pela comunidade cientifica foi na África do Sul, onde o vírus passou por 10 mutações resultando na alteração B.1.351. Essa nova configuração do vírus permitiu além da especialização de maior contagio como a do Reino Unido, obteve uma habilidade mais preocupante ainda, que é a capacidade de adoecer de forma grave os mais jovens sem morbidade (doenças) existentes. O raciocínio logico aqui é, o vírus circulou tão intensamente entre os jovens que ele se tornou especializado em infectar, adoecer e matar o publico jovem.


🌎 A 3° mutação identificada é a cepa do Brasil, no Amazonas. Foi detectada pelo Japão em 1º momento, graças a fiscalização rigorosa que realizam nos aeroportos, como forma de controlar a epidemia dentro do país. O Japão coleta amostra de todos que chegam, colocam em quarentena e quando é necessário fazem o seqüenciamento genético do vírus, e foi assim que descobrimos que abrigamos em nosso solo uma das cepas mais agressivas do Sas-cov-2. Foram identificadas 12 mutações, resultando na mutação P.1. Pacientes relatam maiores dores corporais, tosses e ranhuras na garganta mais intensas, maior contaminação, maior mortalidade. Detalhe a cepa está circulando desde de dezembro.


O número de mutações ocorrem porque o organismo humano não consegue uma defesa imune adequada. Esse ciclo infeccioso pode se repetir infinitamente, sendo grande preocupação a comunidade científica. Hoje o vírus está á alguns passos á frente da ciência graças ao comportamento irresponsável de muitos.


Imunização de rebanho sem vacina se torna lenda!! É isso que prova a situação de Manaus.


O QUE PROMOVE A VARIAÇÃO DA CEPA É O CONTAGIO. A eficácia das vacinas criadas até hoje estão sendo monitoradas e se necessário será efetuado intervenção da sua produção, caso possível.


https://linktr.ee/Patricia_Aleotti_Meneguetti


#PatyAleotti

211859501_127144129544684_431378400865136191_n.jpg

Venha viver uma experiência em meio à natureza, no maior complexo de águas quentes do sul em um final de semana inesquecível com Bruno & Marrone e Guilherme & Santiago! Infos e Reservas @coralviagens ☎️ 44 - 3037-6353 📲 44 - 99900-5789 / 9994306355

banner_anuncie (1).png