BN_LOGO-removebg-preview(1).png
200.gif
amazongiftcard.jpg

FÁBULA DO REI DE COPAS NO PAÍS DAS MARAVILHAS

Por Clodoaldo Almeida Côdi - Advogado

Um rei maluco,

Com um discurso maluco,

Por que não dizer bizarro,

Todo dia um novo sarro

E desde cedo, ele espalhava medo.

E no país das maravilhas, sabe?

Aquele da Alice!

O monarca que eu disse fez apenas falação

Seu narcisismo disfarçado de homilia

Espalhando o seu ódio em tudo que ele dizia,

O “SabOtário”, colocou no imaginário do seu povo

“Tira a carne, comam ovo” e o povo ainda sorriu.

Olha só!!

Não me critiquem molecada

Eu não estou insinuando nada.

Está na cara que eu não estou falando do Brasil.


Matem, matem. Cortem a cabeça... é o rei de copas no país das maravilhas

Matem, matem. Cortem a cabeça... é o rei de copas no país das maravilhas


E o povo ia deixando de ser sóbrio e vira louco,

E o país das maravilhas piorava a cada dia mais um pouco

O mundo gira e o rei segue sua pira

Vomitando atrocidade, semeando violência

E no país da paciência a “quebrada” não tem voz e não tem vez

Eu acabo com vocês, pensa o rei e ameaça.

Alguém sorri, mas ele diz:

Qual é a graça? O que é que tem?

Eu que sou o rei dessa bagaça,

Tô nem ai, não devo nada pra ninguém.


Matem, matem. Cortem a cabeça... é o rei de copas no país das maravilhas

Matem, matem. Cortem a cabeça... é o rei de copas no país das maravilhas