BN_LOGO-removebg-preview(1).png
200.gif
amazongiftcard.jpg

Encurralado, Ricardo Barros quer apressar seu depoimento na CPI da Covid

Por Paulo Tertulino - Blogueiro


Nesta segunda-feira (28) em reunião de líderes partidários na Câmara dos Deputados, o deputado paranaense Ricardo Barros manifestou a intenção de tentar apressar o seu depoimento na CPI da Covid no Senado.


Seu nome apareceu como tendo participado da intermediação na compra da vacina indiana Covaxin. Ele nega. Barros ressaltou que sabe se defender por que entende do assunto. O parlamentar foi ministro da Saúde do governo Michel Temer e ainda tem influência no Ministério.


Todavia parece não haver pressa para convocá-lo. No encontro, Barros afirmou que está negociando com o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), para depor na comissão. Seu plano é depor o mais rápido possível para tentar estancar a crise. Aziz, porém, diz que não conversou com Barros. Segundo ele, o líder do governo só deverá depor na semana que vem.


Antes, a CPI vai ouvir o empresário Francisco Maximiano, dono da Precisa Medicamentos, que intermediou o contrato de R$ 1,6 bilhão com o Ministério da Saúde. O servidor Luis Ricardo também deve depor novamente, desta vez em sessão secreta.


Além disto, nem o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), nem Jair Bolsonaro estão empenhados em defendê-lo publicamente. Tanto um quanto outro calculam seus movimentos. Lira tem diferenças antigas com Barros e o vê como adversário. Com informações do Blog Malu Gaspar em O Globo.


211859501_127144129544684_431378400865136191_n.jpg

Venha viver uma experiência em meio à natureza, no maior complexo de águas quentes do sul em um final de semana inesquecível com Bruno & Marrone e Guilherme & Santiago! Infos e Reservas @coralviagens ☎️ 44 - 3037-6353 📲 44 - 99900-5789 / 9994306355

banner_anuncie (1).png