Empresa ressarce idoso que pegou notas falsas somando R$ 420. Entenda...

Por Paulo Tertulino - Blogueiro


Um sujeito chegou na casa do idoso em Unaí (MG) e pediu R$ 100 emprestado. Dias depois ele reapareceu e pagou o empréstimo com notas somando R$ 420. O bondoso senhor lhe devolveu R$ 320 em “nota quente”. Ambos são vizinhos de cerca em propriedade rural



Por iniciativa dos filhos do Sr. Gerson (sobrenome não revelado) de 75 anos (foto) o caso foi parar na polícia. A investigação apurou que o golpista plantava maconha para revender a droga. Acabou sendo preso em flagrante.


Neste domingo uma empresa não apenas ressarciu financeiramente o homem, como lhe entregou um kit com seus produtos. A empresa é do ramo do vestuário.


Nota de R$ 420 – Por óbvio que não existe pelo Banco Central nota neste valor. Segundo a Polícia Militar, o responsável por repassar a falsa cédula — que tem desenhos de bicho-preguiça e folhas de maconha.


A cédula usada para enganar a vítima foi lançada pela empresa, em julho de 2020, e era distribuída como brinde para clientes. Ela esclareceu que a ação começou após o Banco Central anunciar que colocaria a nota de R$ 200 em circulação.


Explicou ainda que a aparência da cédula está relacionada com a filosofia da marca, que luta pela descriminalização e acesso da maconha medicinal para quem precisa. A empresa destacou também que a nota está amparada no artigo 5º da Constituição Federal, que regulamenta a liberdade de expressão e artística. Com informações do G1.com