XCM_Manual_1111779_Prime_Day_Animation_with_Static_REQUEST_640x300_Prime_DES17-Hero-4-gif.gif
200.gif
gear-patrol-primeday-lead.gif

Em áudio Márcio Zaro relata seu calvário até estar em casa recuperado da Covid

Por Paulo Tertulino - Blogueiro


“Oi bagacento obrigado (inaudível) Os médicos e enfermeiros cuidaram de mim como um filho. Deus me salvou. Treze dias de luta e sofrimento. Comecei com 13 dias internato no Yoshito, depois piorei fui para a Upa e depois para a Santa Casa. Só tinha uma vaga no semi intensivo (enfermaria). Só tinha gente intubada e só eu que não. Fiquei três, quatro dias lá. Por duas vezes quase fui intubado. Estava com 75% dos pulmões comprometidos e no oxigênio 24 horas por dia. Foi muito difícil. Aí fui transferido para uma sala de recuperação, bem mais tranquilo, um paraíso. Piorei de novo e fui me recuperando. Presenciei algumas pessoas que morreram. As enfermeiras com corpos em cima de macas embalados em saco preto. E ficando imaginando que poderia acontecer o mesmo comigo...”


Em mais um minuto e meio do áudio, Márcio Zaro enaltece novamente a equipe médica que o atendeu, a sua esposa e aos mais de cinco mil amigos que lhe mandaram mensagens nas redes sociais orando/rezando pela sua recuperação.


Neste período de internamento o Márcio Zaro perdeu 13 quilos. No áudio sua voz é cansada, ofegante. Portanto não desafiem o vírus. O Zaro é um homem sério, trabalhador, casado, pai de dois filhos e contraiu isto. Imagine você que é jovem e vai prá balada como se tudo não passasse de nada.


337 visualizações
banner_anuncie (1).png