BN_LOGO-removebg-preview(1).png
200.gif
amazongiftcard.jpg

Dinizismo, um estilo de vida!

Por Aloisio Danone- Tricolor doente


Fala aí nação tricolor! Depois de abusarmos da numerologia e cravar o favoritismo tricolor frente ao Galo no nosso primeiro post e no fim saborearmos um sonoro 3x0 com direito a nó tático do Professor Diniz em cima do “modinha” Sampaoli, estamos nós aqui para analisarmos a semifinal da Copa do Brasil entre o tricolor do Morumbi contra o tricolor Gaúcho.

Duelo dos únicos treinadores entre os clubes da série A que estão no comando da equipe desde o ano passado: Renight Gaúcho a frente do Grêmio há 4 anos, 3 meses e 2 dias e Mestre Diniz há 1 ano, 2 meses e 26 dias! O Grêmio ferido por mais uma eliminação humilhante na Libertadores, só nos resta uma pergunta: Renato conseguirá curar mais essa lesão do elenco e conseguir “refundar” o time mais uma vez e alcançar novamente o título na Copa do Brasil? Refundar, é como podemos resumir o ano de 2020 do Tricolor Paulista. A qual assistimos Diniz reinventar o próprio Dinizismo, e com isso, o futebol do São Paulo até chegarmos ao encaixe da forma de jogar atual que encanta e cala a boca dos mais céticos!

A classificação à final da Copa do Brasil seria a coroação para Fernando Diniz em um 2020 em que ele ficou próximo da demissão diversas vezes, sofreu muita pressão, críticas de parte da torcida e viu seu trabalho ser colocado em xeque ao longo de cada eliminação.

Será que Diniz quebrará mais esse tabu e conseguirá o único troféu nacional que falta na galeria de troféus do Morumbi?!


Enfim, Dinizismo é mais que um estilo de jogo, é um estilo de vida! 😎