De radialista a dona de brechó. A história da curitibana que se reinventou na pandemia

Por Paulo Tertulino - Blogueiro


O longo período de pandemia resultou em mais de 38 milhões de desempregados. Pegou profissionais de A a Z. O jeito está sendo se virar nos trinta. Afinal é vida que segue. É o caso da jornalista curitibana Margot Brasil.


Por 20 anos atuou em rádio com programa voltado para difundir o rock. De uma hora para outra se viu desempregada e dinheiro o suficiente para lhe assegurar a subsistência por um tempo.


De acordo com reportagem no Portal Bem Paraná, Margot não baixou a cabeça. Teve idéia de montar um brechó. Recorreu a familiares, amigos e até fiéis ouvintes, pedindo roupas e sapatos usados para iniciar o negócio.


A jornalista/radialista se confessa com o resultado que vem obtendo com o negócio. Por óbvio que Margot não descarta a voltar para o rádio, desde que tenha tempo para manter seu brechó.


Afinal de contas, parafraseando um bordão futebolístico, não se mexe em time que está ganhando.