ews-removebg-preview.png
5b6c7583841b95f989bba6e0f2a9e9a4.gif

Cianorte: APMI RECEBE QUASE MEIO MILHÃO PARA PROJETO SABER MATERNO

Por: Marcio Nolasco - Gestor de Projetos

Recurso integra o Fundo Estadual para a Infância e Adolescência (FIA/PR) e foi entregue pelo Secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost

A Associação de Proteção a Maternidade e a Infância de Cianorte – APMI foi contemplada pelo Banco de Projetos, do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente (CEDCA). Nesta quinta-feira (24), o secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Ney Leprevost, esteve na entidade para oficializar o repasse dos recursos, divididos em duas parcelas. A primeira de pouco mais de R$ 394 mil; e a segunda de R$ 80 mil. O prefeito em exercício, João Alexandre Teixeira, esteve presente na solenidade e enalteceu o trabalho da entidade. “A APMI é uma instituição séria, que realiza um trabalho exemplar no nosso município. Com certeza este recurso fará a diferença no dia a dia da entidade”, disse. O gestor também enalteceu a parceria do Governo do Paraná: “Em nome da população atendida, agradeço ao secretário Nei por vir pessoalmente trazer essa boa notícia. Este apoio é de fundamental importância para a continuidade dos trabalhos”, finalizou. Leprevost explicou que o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente (CEDCA) abriu um edital, que é o maior da história do Fundo da Criança e do Adolescente do estado, disponibilizando às entidades que atendem crianças um valor de R$ 62 milhões, ao longo de 2022. “Para ser contemplada, a associação precisa estar bem administrada, estar com as prestações de contas em dia e apresentar um projeto bem estruturado. Por isso, parabenizo a APMI pela gestão de seus trabalhos”, afirmou o secretário da Sejuf, acompanhado pela chefe do escritório regional, Adriana Macedo Águila. O presidente da entidade, Osvaldo Oliveira, agradeceu o repasse e contou que “o valor será investido na aquisição de equipamentos de informática, kits de higiene para as mães atendidas, contratação de funcionários, entre outros”. A entidade atende hoje 80 famílias, com gestantes. Também participaram da solenidade os vereadores Márcia Pereira, Tuika e Edvaldo (Estância Luana); os secretários municipais Elias Ariel de Souza (Defesa Social); Fernanda Michelato Spagolla Silva (Políticas Públicas para Mulheres, Crianças e Adolescentes) e Aline Rosa Kist (Assistência Social); os membros da diretoria da APMI Roberto Moura (vice-presidente); Vandete Melo (secretária) e Mineia Gonçalves (tesoureira); a coordenadora da APMI, Sara Heringer; os representantes de escritórios regionais de secretarias estaduais Lucélia Guimarães Gelfei (Casa Civil); Rodrigo Dias (Casa Civil); Sidnei de Souza (Sejuf); e Maucir Marcuz (Diretran). SABER MATERNO - Com a pandemia de Covid-19, percebeu-se que as usuárias atendidas pela APMI tiveram mais dificuldades de acesso a importantes serviços, especialmente aos relacionados à saúde. Um dos maiores desafios passou a ser a conscientização da importância da não interrupção das consultas pré-natal, da imunização das mães e crianças, da amamentação e da oferta da alimentação equilibrada. Diante disto, a entidade criou o “Saber Materno”, com o objetivo de conscientizar, informar e orientar as gestantes, puérperas, nutrizes e suas crianças sobre estas questões, bem como amparar e preparar as mães para a chegada do bebê, estimulando uma gestação tranquila.






  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • TikTok
Destaque
193571704_1302887140109724_1950007704887399431_n.jpg

* As matérias e artigos aqui postados não refletem necessariamente a opinião deste veículo de notícias. Sendo de responsabilidade exclusiva de seus autores.