Cianorte: 04 mortos de Covid em um único dia não basta?

Atualizado: Mar 4

Aida Franco de Lima – Professora universitária. Dr.ª e Mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP), Jornalista e Especialista em Educação Patrimonial (UEPG - PR); Guia Especializada em Atrativos Turísticos Naturais (SENAC - EMBRATUR);Técnica em Vestuário (CEEP - PR); escritora (Série: Guardador de Palavras da Gabi).

Cenas que se repetem por todo o País: hospitais lotados (Foto: Michel Dantas)


Lembram de Manaus? Que há poucos dias estava faltando oxigênio? Que tiveram que transportar pacientes para outro estados? Santa Catarina está transportando para Espírito Santo.


Paraná tem mais de 700 pessoas esperando leito. Tem gente morrendo por falta de vaga em hospital. Em Cascavel estão entubando pacientes em casa, pacientes estão sendo internados na recepção da UPA, que teve de ser fechada por falta de espaço. A situação é gravíssima! Se uma pessoa tem dinheiro suficiente ela empresta dinheiro de outra? Ela só empresta se precisar, pra não ficar sem, não é? Nesse final de semana aconteceu isso aqui em CIANORTE - PARANÁ! Situação triste, horrível, assustadora, um pesadelo!!! A pequena usina de oxigênio da UPA não deu conta da demanda. Pacientes pedindo "pelo amor de Deus vou morrer" "socorro", funcionários quando podiam, chorando...


E as pessoas não acreditam. Inclusive NEGAM esse caos todo. Se as cidades vizinhas não tivessem emprestado oxigênio teríamos pacientes MORTOS POR FALTA DE AR! Mas já temos cianortenses mortos por falta de UTI ou vaga 'normal' e ainda assim parece não ser suficiente... Talvez as autoridades sanitárias não queiram alarmar e tentaram abafar a situação de pânico vivenciada por funcionários e pacientes no fim de semana, que narrei aqui. Mas talvez o CHOQUE DE REALIDADE precisa vir antes que seja ainda mais tarde...


ALERTA DE VÍDEO FORTE. Para vocês terem ideia da complexidade do atendimento de pacientes graves com coronavírus. Esse é atendido pela aguerrida equipe do @HCPA_ . Olhem quantas pessoas para essa manobra. Então pensam bem antes de desdenhar a doença (Legenda e vídeo: Jornalista Eduardo Matos - Rádio Gaúcha)


Se viu o vídeo acima e quer saber mais, procure pelo termo 'pronação'.


Mais de 250 mil mortos no Brasil, ao longo de um ano, 1910 mortes hoje, 01 pedido de internação a cada dois minutos em SP, mais de uma morte por minuto no BR, 04 mortos apenas no dia 01 em Cianorte e 55 no total até hoje... Até quando ? O que mais é preciso que ocorra para que a sociedade acorde ? Estamos colhendo resultados de duas semanas que se foram e o que é que temos pela frente? Estamos na pior crise sanitária dos últimos cem anos da história brasileira!

Nessa manhã teve protesto de empresários em Cianorte, em Foz e certamente em outros locais. Eles querem a reabertura de suas atividades e claro a economia precisa 'sobreviver' e para tanto, ela precisa de pessoas vivas, cadáveres não consomem mais. Não temos uma coordenação nacional para incentivar as pessoas a fazerem o uso mínimo de medidas que previnam a Covid-19. Cabe a cada governador e prefeito tomar uma iniciativa. E as vacinas? Temos a melhor estrutura mundial para aplicá-las, mas estamos no final da fila para comprá-las. Isso se estivermos na fila certa!


E as saídas? Redução de impostos ou tarifas, prorrogação de prazos, incentivos fiscais, redução de gratificações e penduricalhos do Executivo, Legislativo e Judiciário, taxação de grandes fortunas, frentes de trabalho, frentes para arrecadação e distribuição de donativos, ampla campanha de divulgação e conscientização através dos canais que alcançam todas as faixas da população, desde o rádio ao carro de som, mídias sociais e líderes de bairro, entre outros... Se a nossa cidade, se a nossa região, estivesse alagada por 3 semanas e nada pudesse funcionar, morreríamos de fome? Não poderíamos ajudar uns aos outros para saciarmos nossas necessidades básicas? A necessidade básica nesse momento é sobreviver e para isso comer e para isso estarmos livres do vírus e livres do vírus voltamos a consumir, a trabalhar...


Estamos 'alagados' por um vírus cada vez mais letal e de rápida propagação, não tem outro modo de sobrevivermos a ele? As pessoas que não conseguem estocar alimentos ou que não têm saldos no banco, terão mesmo que entrar nessa roleta russa de ter que ir pra rua sem saber se vai se contaminar ou não? Mas isso tudo parece utopia em meio a uma grande distopia. Ainda há uma porção de zumbis que riem da gravidade da doença, que transformaram o vírus em um amigo imaginário de seus inimigos imaginários e enquanto isso, famílias inteiras choram.

É preciso mesmo que alguém leve uma multa no bolso, para ter consciência de colocar uma máscara no rosto para proteger-se e proteger os demais?


Será mesmo que enquanto os contaminados, os internados, os entubados e os enterrados não forem os seus, essas pessoas continuarão a negar o vírus e o valor da vida?



Leia mais


COVID: SITUAÇÃO GRAVÍSSIMA EM CIANORTE – NÃO HÁ MAIS VAGAS NA UPA


Cianorte pede oxigênio para Santa Casa de Campo Mourão


Prefeito de Cianorte: “Estamos com problema seríssimo de oxigênio no PR, não é só aqui em Cianorte"






1,664 visualizações
banner_anuncie (1).png