ews-removebg-preview.png
5b6c7583841b95f989bba6e0f2a9e9a4.gif

China volta a ser epicentro da Pandemina de Covid-19 e economia mundial pode sofrer nova crise

Por: Marcio Nolasco - Gestor de T.I e Projetos

Após dois anos e três meses desde o primeiro caso de Covid-19, registrado na província de Wuhan, a China voltou a ser, mais uma vez, o epicentro de um novo surto que já traz dados preocupantes: foram registrados 5 mil casos somente nesta terça-feira (15), sendo a maioria na cidade de Jilin. Agora, os 24 milhões de moradores da província situada no nordeste do país estão de quarentena e ninguém pode sair a não ser que tenha autorização da polícia.


É a primeira vez que a China decreta um lockdown desde o bloqueio de Wuhan e Hebei, no início da pandemia. A explosão no número de casos acontece um dia após as autoridades decretarem o bloqueio de Shenzhen, no sul, conhecida como o Vale do Silício chinês em razão do grande número de empresas de tecnologia situadas na cidade de 17,5 milhões de habitantes.


Diante dos bloqueios e proibições, as empresas suspenderam as atividades e toda a linha de produção da Toyota, Volkswagen e Foxconn, que fornece chips e outros componentes eletrônicos para Samsung e Apple, está paralisada.


Sem uma previsão de retorno, o efeito dominó já é uma realidade iminente nas companhias ao redor do mundo, situação que possivelmente trará um impacto negativo no faturamento, com reflexos em toda a cadeia econômica.


Fonte: Olhar Digital


  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • TikTok
Destaque
193571704_1302887140109724_1950007704887399431_n.jpg

* As matérias e artigos aqui postados não refletem necessariamente a opinião deste veículo de notícias. Sendo de responsabilidade exclusiva de seus autores.