ews-removebg-preview.png
5b6c7583841b95f989bba6e0f2a9e9a4.gif

Caso de assédio sexual da Caixa leva Staff da campanha de Bolsonaro ao desânimo

O escândalo que custou o cargo de presidente da Caixa Econômica Federal a Pedro Guimarães modificou o ambiente no comitê da reeleição. O desespero converteu-se em desânimo. Bolsonaro descumpriu o que havia combinado com os conselheiros políticos de sua campanha.

Não adiantou pregar Deus, Família e Pátria amada, cada vez mais em decadência a popularidade e aumentando a rejeição, a reeleição de Bolsonaro fica em risco. Somente uma chuva muito forte de ofertas generosas ao meio político e outros aliados poderão "talvez" reverter uma derrota em primeiro turno. Ainda existe a probabilidade de que as eleições se "resolvam" em 7 de setembro próximo, com ato não democrático do atual governo.


Após acertar com seu staff, na noite de terça-feira, o afastamento instantâneo do chefe da Caixa, Bolsonaro executou o combinado em marcha lenta e de forma enviesada.

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • TikTok
Destaque
NOVA1807 AD3.png

* As matérias e artigos aqui postados não refletem necessariamente a opinião deste veículo de notícias. Sendo de responsabilidade exclusiva de seus autores.