ews-removebg-preview.png
5b6c7583841b95f989bba6e0f2a9e9a4.gif

CANDIDATOS À DEPUTADO "FORASTEIROS" ADIANTA VOTAR NELES?

Por: Marcio Nolasco - Analista de Políticas Públicas

Candidatos "forasteiros" obtém votos na cidade, mas não retribuíram ao encaminhar verbas para projetos e obras pós-eleição.


Já virou rotina. A cada quatro anos, Cianorte recebe a visita de inúmeros candidatos a deputado, de fora da cidade, que prometem mundos e fundos, porém, depois de eleitos, deixam a cidade a ver navios em relação ao envio de recursos. Até governador aparece por aqui à caça de votos e diz que o Prefeito ainda será Governador do Estado, vamos ver se ele sustenta esse discurso pós-eleição.


A lógica na política, para envio de recursos por parte dos deputados federais e estaduais é privilegiar seus redutos eleitorais, sejam suas cidades ou grupos organizados que compõem a maior parte de sua votação, deixando de lado outros municípios. Seus próprios partidos o forçam à isso.


Desta forma, ao votar em “deputados forasteiros”, os eleitores cianortenses acabam elegendo pessoas que não terão compromisso em mandar recursos para a cidade depois de eleitos. A história política do Brasil nos mostra essa realidade fazem décadas de campanhas eleitorais.


Isso reforça a necessidade dos partidos e lideranças políticas da cidade selarem um acordo para se unirem em torno de candidatos competitivos para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa, ao invés de haver a divisão em várias candidaturas pequenas.


Além disso, o eleitor deve ter em mente que é fundamental eleger representantes da cidade, para que a cidade tenha voz nos Parlamentos federal e estadual e receba mais recursos para executar projetos e obras importantes.

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • TikTok
Destaque
193571704_1302887140109724_1950007704887399431_n.jpg

* As matérias e artigos aqui postados não refletem necessariamente a opinião deste veículo de notícias. Sendo de responsabilidade exclusiva de seus autores.