BN_LOGO-removebg-preview(1).png
200.gif
amazongiftcard.jpg

Campanha da Fraternidade: homossexualidade é um pecado

Por João Paulo Dantas - jornalista, especialista em audiovisual e cinema.


A Campanha da Fraternidade de 2021 ainda nem foi lançada e já é alvo de polêmica. Neste ano, o tema da campanha é "Fraternidade e diálogo: compromisso de amor", e o lema "Cristo é a nossa paz. Do que era dividido, fez unidade", (Ef, 2,14a).


Segundo a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), a Campanha da Fraternidade é uma marca e uma riqueza da Igreja do Brasil, que deve ser cuidada e melhorada ao passar do tempo, por meio do diálogo. Seguindo a temática, a proposta deste ano foi enfática na defesa de grupos LTBTQIA+, provocando a ira (pecado capital) de católicos ultraconservadores.


Em um país extremamente polarizado desde junho de 2013, e o discurso de ódio acentuado desde as eleições de 2018, a campanha propõe o diálogo frente a essa condição que os brasileiros enfrentam. A campanha defende, mais que explicitamente, a defesa de mulheres, negros, LGBTQIA+ e pessoas indígenas, enaltecendo a importância da defesa de políticas de direitos humanos.


Quanto a mulheres e negros, os ultraconservadores não ficaram raivosos. A maior razão do boicote à campanha é o apoio e acolhimento às comunidades LGBTs.







VIOLÊNCIA CONTRA LGBTQIA+


Em 2018, foram registrados 1.685 casos de violência contra este grupo: 420 delas foram assassinadas - destas, 164 eram pessoas trans. O documento afirma ainda que "esses homicídios são efeitos do discurso de ódio, do fundamentalismo religioso, de vozes contra o reconhecimento dos direitos das populações LGBTQI+ e de outros grupos perseguidos e vulneráveis".


NOTA DA CNBB


“A doutrina católica sobre as questões de gênero afirma que ‘gênero é a dimensão transcendente da sexualidade humana, compatível com todos os níveis da pessoa humana, entre os quais o corpo, a mente, o espírito, a alma. O gênero é, portanto, maleável sujeito a influências internas e externas à pessoa humana, mas deve obedecer a ordem natural já predisposta pelo corpo” (Pontifício Conselho para a Família, Lexicon – Termos ambíguos e discutidos sobre família, vida e questões éticas., pág. 673).


RECURSOS SÓ SERÃO APLICADOS EM SITUAÇÕES QUE NÃO AGRIDAM PRINCÍPIOS DA IGREJA CATÓLICA


Essa foi a posição da Igreja Católica, representada no Brasil pela CNBB. Nenhum recurso oriundo da Campanha da Fraternidade de 2021 será destinado a entidades, organizações, entre outros, que defendam grupos marginalizados historicamente.


ORAÇÕES PARA BOBBY - LGBTS QUE SE AFASTAM DE DEUS E DA IGREJA


Fica a recomendação do filme "Orações para Bobby", telefilme americano de 2009, que relata a história real de Bobby Griffith, jovem que se suicidou em 1983 devido ao fanatismo religioso e homofobia de sua mãe.