ews-removebg-preview.png
5b6c7583841b95f989bba6e0f2a9e9a4.gif

Bolsonarista que matou Petista é indiciado pela PC-PR por homicídio qualificado

Por: Marcio Nolasco - Analista de Políticas Públicas


A Polícia Civil do Paraná indiciou por homicídio qualificado o agente penal bolsonarista Jorge Guaranho, que matou o militante petista e guarda municipal Marcelo Arruda (foto), em Foz do Iguaçu, no último fim de semana.

Jorge José da Rocha Guaranho precisou ser algemado e detido, em 2018, após ofender a honra de ex-colegas da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Um processo, aberto por crime de desacato, foi arquivado na Justiça do Paraná.


Documento a que o UOL teve acesso mostra que, em junho de 2018, um sargento e um capitão da PM registraram boletim de ocorrência na Polícia Civil do Rio de Janeiro após terem sido insultados por Guaranho durante uma abordagem. "Jorge Guaranho se aproximou dos policiais militares, identificou-se como ex-PM e atual policial federal. Em seguida, passou a ofender o capitão da PM, xingando-o de 'oficial de merda, capitão de merda', e chamou o sargento de 'praça baba-ovo e praça de merda', e mandou que os mesmos fossem embora do local", diz a peça.


Guaranho foi indiciado pela Polícia Civil do Paraná por Homicídio com duas Qualificadoras: por motivo torpe e causar perigo comum, informou a delegada Camila Cecconello, em entrevista coletiva nesta sexta (15). Marcelo foi assassinado a tiros enquanto comemorava seu aniversário, em festa com a temática do PT.


Com informações UOL.


  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • TikTok
Destaque
NOVA1807 AD3.png

* As matérias e artigos aqui postados não refletem necessariamente a opinião deste veículo de notícias. Sendo de responsabilidade exclusiva de seus autores.