Babel

Por Dr. Clodoaldo Almeida Côdi - Advogado


Será que o mundo tem mudado?

Percebo que paira sobre os ares, uma grande “nuvem vermífuga”, que viaja,

Impregnada de desrespeito, incoerência, violência, falta de incentivo à cultura, além de outros vermes fatais.

Algumas pessoas ainda não perceberam, mas já estão contaminados.

Quantos se contaminaram, não se sabe.

O que se sabe é que pessoas estudaram tanto, não se tornaram cultos.

Muitos vivem cercados de livros, mas vivem analfabetos de convívio social.

Quantos pregam uma paz lendária, enquanto esbravejam, vociferam e acabam por dar a última martelada no prego. (essa última frase só para quem tem referência)

Quantos cultuam em seus grandes cultos, embora não vivem nada do que falam e calam quando e como e do que realmente deveriam falar.

Ainda assim, nada está perdido,

Ainda existe salvação,

Muita gente, que embora nunca tenham tocado em uma caneta,

Pessoas que não tiveram instrução nos bancos escolares e mesmo assim são cheios de sabedoria.

Eles trazem esta sabedoria de deu íntimo,

Aprenderam nos bancos e trancos da vida.

Para eles a sabedoria é a base da sua fina cultura.

Ela não se aprende nos livros.

Para pessoas com esse nível de cultura, não veem uma única centelha de segurança em um amontoado de palavras vazias.

É o que se houve hoje em dia, meras palavras.

Para eles, nunca será possível externar algo que não brota do interior,

Algo que não venha de dentro.

Pois só se doa o que se tem, só se tira para fora o que dentro está.

O que muito entristece, é ver que em alguns rostos, outrora sorridentes, trazem hoje apenas restos de expressões vazias e cheias de ódio.

Amigos, irmãos, pais, filhos, indivíduos divididos em uma rixa sem nenhum fundamento justificável.

Ou talvez teria um único baldrame.

O de que separados somos fracos.

Separados temos conflitos de pensamento, temos dificuldade de organização.