ews-removebg-preview.png
5b6c7583841b95f989bba6e0f2a9e9a4.gif

Atenção Cianorte: Vantagens e Desvantagens de morar no Estados Unidos

Por: Helena Ramon - Correspondente EUA


Vale a pena morar nos Estados Unidos? Com tantos amigos e conhecidos querendo sair do Brasil, este post serve como uma reflexão e uma forma de mostrar que nem tudo são rosas e que toda moeda tem dois lados.

Como é morar no Estados Unidos:

Sempre fui apaixonada pelo Brasil (não, não nego que sempre gostei e muito de viajar) e até vir morar nos EUA não me imaginava trocando o Brasil por nada. O Brasil é um país de clima agradável, sem grandes catástrofes naturais e repleto de pessoas que eu amo. Mas deixemos as qualidades do Brasil de lado e vamos as vantagens de morar nos EUA.


Vantagens de morar nos Estados Unidos:


1- Segurança

Nasci e cresci no Paraná e nunca percebi o quanto me incomodava com a questão da insegurança até eu ser exposta a uma realidade completamente diferente. Aqui nos EUA são raros os casos de assalto a mão armada, as pessoas saem com o computador na rua sem dó, e o que eu acho mais fantástico, existe uma cultura de acampar em lugares remotos sem medo.


Fazer trilha sozinha? Morria de medo! Hoje me vejo entrando em florestas de parques nacionais, lindas e praticamente desertas e desbravando vários cantinhos legais.


2 – O fim do jeitinho Brasileiro

Detesto (e sempre detestei) gambiarra, sabe aquele jeito espertalhão de querer sempre levar a melhor? Aqui não tem essa história de furar fila, de parar em vaga de deficiente. As regras são super claras (muitas vezes duras para o nosso padrão) mas as coisas em geral funcionam.


3- Contratar e cancelar serviços facilmente

Quem já tentou cancelar a conta da NET ou da TIM/VIVO ou a assinatura de uma revista ou jornal sabe o sacrifício e a dor de cabeça que é tentar trocar/cancelar um prestador de serviços no Brasil. Aqui, pode até ser que demore para você conseguir falar com a atendente telefônica, mas passada a espera inicial o cancelamento é imediato.


4 – Poder me arrepender de uma compra

Outro dia comprei um abajur três vezes maior do que a minha mesa (deixando a minha falta de noção de lado) simplesmente voltei na loja, devolvi o abajur e peguei meu dinheiro de volta. E isso se aplica pra (quase) tudo o que você comprar. Se você compra uma geladeira aqui, e quer devolver, é só fazer, tente isso no Brasil! A flexibilidade de mudar de opinião é super bacana pra quem tá montando uma casa e quer experimentar coisas diferentes ou até mesmo no dia a dia ao perceber que você fez burrada.


5 – Estradas sem buraco

Dirigir sem medo de deixar parte da minha roda na estrada é uma das minhas grandes alegrias ao viajar. A diferença é tanta que aqui os carros duram bem mais. Cruzamos os Estados Unidos de carro e praticamente só pegamos estradas boas. E o que mais me impressionou: Fomos da Flórida a Califórnia não pagamos um único pedágio (mas para entrar em cidades grandes da Flórida ou Califórnia sim teríamos que pagar pedágios)


6 – Variedade, variedade e mais variedade

Ir no supermercado aqui nos Estados Unidos, seja no Whole Foods que é mais natureba ou no Safeway que equivale a um Pão de Açúcar, é sempre uma diversão. São prateleiras e mais prateleiras de variedade, “n” opções de marcas e muitos produtos super práticos. O mesmo se aplica pra lojas de roupa, eletrodomésticos e etc…


7 – Diversidade

A quantidade de estrangeiros de todos os cantos do mundo é incrível. Sabem aquela velha história do “American Dream”? Muita gente veio pra cá com a cara e com coragem para tentar um futuro melhor e acabou ficando.


8- Andar de bicicleta sem medo

Sei que a história tá mudando, mas se virar de bicicleta no Brasil ainda é complicado. Quer um exemplo? Cheguei a morar a 11Km do trabalho e ir de bicicleta de 2 vezes por semana sem medo de ser feliz (sim, antes que você me pergunte, tem chuveiro no trabalho e essa é mais uma vantagem daqui) e nem medo de ser atropelada.


9 – Proximidade com a natureza

Moro a 1 hora de um Parque Nacional, a três horas de incríveis montanhas de esqui e bem perto de vários parques regionais incríveis. Tenho um contato com a natureza muito maior do que eu tinha no Brasil e estava dentro do Parque Cinturão Verde (Cianorte). Aqui vc tem o contado com a natureza sem abrir mão de todos os privilégios de morar na cidade.


10 – Transportes públicos que funcionam

Este é o último item da minha lista, mas poderia ser o primeiro. Ter e poder contar com transporte público é maravilhoso. No transporte público dos EUA, dá para se virar super bem sem carro.


Desvantagens de Morar nos Estados Unidos


E pra quem pensa que morar nos Estados Unidos é só festa, aqui vão alguns dos meus motivos pra você refletir.


1- Família e Amigos

Essa é a decisão mais dura e a maior saudade de quem decide morar fora. A família, filhos e os amigos e no meu caso de meu companheiro que ficou em Cianorte. Fazem muita falta. Morar fora é abrir mão de uma série de eventos especiais na vida de quem você mais ama: casamentos, aniversários, nascimentos e por ai vai. Sinto muita falta...

2 – Ter que se virar

Os americanos são N vezes mais independentes que nós que crescemos – de certa forma – acostumados a ter ajuda pra tudo. Aqui a galera se vira mesmo, de fazer reformas na casa, até trocar uma peça do carro que quebrou. Pra quem nasceu acostumado a essas regalias, ter que aprender essas coisas de velho é chato pra caramba!


3- Serviço básicos caríssimos

Fazer um ajuste em um vestido, fazer unha e depilação ou qualquer outra coisinha básica custa bem caro. Se por um lado é muito legal a valorização dos profissionais envolvidos no serviço, pesa e muito no bolso.


4- Um sistema médico complicadíssimo

Apesar de ter um seguro de saúde bom, eu morro de medo de usar. Aqui tudo que é relacionado a medicina é tão caro e burocrático que bate aquela insegurança e ter uma surpresa desagradável com a conta.


Também me assustei ao descobrir que uma pomadinha pra unha encravada – que o seguro não cobre – custa $300 a bisnaga. Nessa eu quase chorei de raiva e saí de lá sem a pomada. (E numa próxima ida ao Brasil, vou me estocar!)


Dentista? Qualquer coisinha custa uma facada, dependendo do que for, vale a pena voltar pro Brasil para resolver.


Não venha para cá sem seguro viagem:


Se para mim, que sou moradora, serviço hospitalar é algo que eu evito pra não ter surpresas na hora da conta, imagino o viajante desavisado que vem para os Estados Unidos sem contratar um seguro viagem porque sabe que não é obrigatório. Nem pense em fazer isso.


5- Cada um por sí

Não sei se foi falta de sorte, sei que cai duas vezes da bicicleta e que ninguém me ofereceu ajuda (por sorte não foi nada de mais). Já carreguei malas enormes na escada do metro e ninguém se ofereceu para ajudar. Já vi muito velhinho em pé e ninguém dar lugar no trem.


Sinto que aqui é cada um por si e que as pessoas se importam menos um com os outros.


6- A Maldita Liability

A história dos processos/ medo de ser processado é tão forte que as pessoas tem medo de se ajudar. Fiquei horrorizada quando uma colega chinesa passou mal e nenhum vizinho pode ajudar. Eles disseram que o único que poderiam fazer era chamar uma ambulância. Exagero não? Também acho exagero que ao demitir um funcionário nos EUA ele tenha que sair da empresa escoltado por um policial. Falta Flexibilidade nas regras, algo que nós brasileiros fazemos super bem.


7 – Pular almoço

Hora de almoço (mesmo em empresas que servem comida/ tem refeitório) tá longe de ser algo sagrado. Aqui as pessoas comem muito depressa, quando comem e aquele socialzinho gostoso do almoço é praticamente inexistente.


Nos escritórios, o “lunch meeting” é super comum, e não confunda com o nosso “sair para almoçar brazuca”. Aqui é todo mundo na mesa, comendo e discutindo coisas de trabalho do jeito que der. Odeio lunch Meeting, e sempre que posso bloqueio minha agenda para ter um horário só meu.


8 – Desvantagem de ser estrangeiro

As regras trabalhistas americanas são super pesadas para nós estrangeiros, e não tem choro nem vela e muito menos jeitinhos. Quem quiser ficar, terá que seguir, e na risca, todas as regras impostas por eles.


9 – Comidinhas

Por mais que eu cozinhe em casa e compre muitas coisas nos mercadinhos brasileiros. Comer aquele feijoada com farofa ou aquele pãozinho francês com queijo, sempre que eu quiser, é um sonho quase impossível. Eu aqui faço meu feijãozinho, arroz, salada mista e minha carninha à brasileira sem dó e sem pena.


10 – Poucas férias

Na média, as empresas americanas dão apenas duas semanas de férias por ano. Pra quem gosta de viajar e está acostumado a 4 semanas + um montão de feriados no Brasil, é muito pouco!


E ai, alguém tem mais algum ponto na lista?





  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • TikTok
Destaque
6c1fbcee6a118df4a005a03243979426.jpg

* As matérias e artigos aqui postados não refletem necessariamente a opinião deste veículo de notícias. Sendo de responsabilidade exclusiva de seus autores.