Afinal de contas, o que temos para comemorar hoje, 7 de abril, no Dia do Jornalista?

Texto publicado pelo professor: Wilson Da Costa Bueno


Imagem das redes sociais, alterada para atribuir os créditos ao verdadeiro autor


Provavelmente, muitos brasileiros, especialmente os que militam na imprensa, sabem que o Dia do Jornalista se comemora hoje, 7 de abril. Com certeza, muitos deles não sabem ao certo porque esta é exatamente a data escolhida para reverenciar os profissionais da área. É sempre bom refrescarmos a memória. O Dia do Jornalista foi criado em 1931 pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI) para homenagear Líbero Badaró, médico, botânico e professor que resolveu também se dedicar ao jornalismo. Badaró foi assassinado, aos 32 anos, em novembro de 1830, certamente em função de seu trabalho no jornal O Observador, em São Paulo, cuja primeira edição circulou em outubro de 1829. Líbero Badaró foi um defensor ferrenho da liberdade de imprensa e se notabilizou por várias frases, como essa: “Se não é a liberdade de imprensa que faça chegar ao ouvido dos imperantes o gemido dos oprimidos, qual será outro meio”. Mas os que conhecem a sua história, não se esquecerão jamais de outra, dita no dia de sua morte: “Morre um liberal, mas não morre a liberdade”. É preciso admitir que, de lá para cá, a nossa imprensa teve altos e baixos e que, além dos monopólios da comunicação que ainda pautam a vida brasileira, existem jornalistas “chapa branca” que têm estado ao lado de tiranos, como na época da ditadura, e, ainda hoje, festejam as inúmeras mentes autoritárias de plantão. Mas os jornalistas autênticos, que não se curvam diante das pressões e não bajulam os poderosos, mantêm firme o ideal de Líbero Badaró e, com seu espírito investigativo, com sua coragem e competência, têm contribuído para ampliar o debate sobre os grandes temas nacionais. Há, portanto, muito a se comemorar. O Dia do Jornalista presta uma justa homenagem ao nosso patrono, Líbero Badaró, e para todos os profissionais de imprensa que estão comprometidos com a liberdade de expressão, condição essencial para a consolidação da democracia. Nosso eterno reconhecimento aos jornalistas de verdade. Os picaretas, os oportunistas de plantão, os que têm se empenhado para transformar veículos em balcões de negócios merecem o nosso desprezo. Eles, diferentemente dos seguidores de Líbero Badaró, permanecerão ignorados na lata de lixo da história.

12 visualizações

Receba nossas atualizações

Bisbi Notícias: Rua Constituição 318, Zona 1 - Cianorte PR - (44) 99721 1092

© 2020 por bisbinoticias.com.br - Todos os direitos reservados

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco